segunda-feira, março 27, 2006

crise de falta de assunto de um escritor de romances policiais com capas apelativas





















quem quiser ler ou ver melhor a capa, terá de clicar
com aquela mãozinha branca que amplia as imagens

2 Comentários:

Às 1:09 PM , Blogger KIM PRISU disse...

Verdadeiros quotidianos, falsidade intransigente, expiatória, decadente, emanada de provérbios celestiais, teatro de marionetas internacional. Cão esqui mot mot motim abonatório celestial num navio ancorado em tempo nenhum nem pátria nem sono despedida animal concerto de verão com despesas do natal tudo em mim sabe a sal de um mar já passado ainda antes da palavra Sol. Sardinhas do Sol, sardinhas do Mal, sardinhas animal peixe nadador cobiçado com pimentos em redor de nós com escamas na face defronte do espaço sideral onde tudo parece silenciar-se para ouvir o linguarejar da cadela da ulemá, a beber água…
Linguarejar são raspas de frases disso.

 
Às 10:31 PM , Blogger paper life disse...

Aí está uma coisa apelativa: ir ler um policial bom. Ando com saudades já.

Valeu, por isso e não só.

:)

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial